Museu da Revolução – Havana, Cuba

Os museus da América Latina guardam a história da formação cultural dos países colonizados pela Península Ibérica

Com a expansão marítima da Península Ibérica, as colonizações que ocorreram entre 1500 e 1800 formaram, aos poucos, a cultura e a história dos países que foram alcançados pela Espanha e por Portugal, criando, assim, a identidade da América Latina. Pouco falada no Brasil, a cultura e a história dos países vizinhos surpreende por ser extremamente similar em determinados aspectos e tão distinta em outros. E é justamente essa peculiaridade que costuma ser abordada pelos museus dos países latino-americanos.

Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires – Buenos Aires,

Argentina

Inaugurado a partir de uma coleção particular de Eduardo Constantini, o Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires, também conhecido como MALBA, conta com um rico acervo de obras de artistas latino-americanos do século 20. O museu abriga, inclusive, o trabalho de brasileiros como os da pintora modernista Tarsila do Amaral, cuja obra Abaporu pertence à instituição.

Museu da Memória e dos Direitos Humanos – Santiago, chile

O acervo visa dar visibilidade às violações cometidas pelo Estado do Chile entre as décadas de 1970 e 1990. Documentos de arquivo, objetos, fotografias e obras de arte são capazes de retratar esse período da história do país de modo cuidadoso e didático. O Museu da Memória e dos Direitos Humanos também recebe exposições temporárias de temas paralelos.

Museu do ouro – Bogotá, Colômbia

As cinco salas do Museu do Ouro apresentam a riqueza por trás de cada detalhe das peças que mostram a riqueza histórica do país. Considerado um dos mais completos entre os museus especializados no uso do ouro, esse acervo ainda recebe exposições temporárias que complementam com informações preciosas sobre o desenvolvimento cultural da Colômbia.

Museu da Revolução – Havana, Cuba

Instalado no palácio de Fulgêncio Batista, que foi derrubado com a Revolução Cubana de 1959, o museu mostra como Fidel Castro e Che Guevara chegaram no poder e o impacto do contexto político na produção de obras de arte na ilha. Ainda hoje, artistas apresentam obras de arte e instalações criativas que se relacionam a temas da geopolítica internacional. A visita ao Museu da Revolução de Cuba é essencial para quem busca descobrir mais sobre a história do país.

Museu Soumaya – Cidade do México, méxico

Na Cidade do México, o Museu Soumaya impressiona pela arquitetura em formato hexagonal projetada por Fernando Romero. Além de produções locais, o acervo apresenta artistas e obras de escolas europeias que influenciaram a arte mexicana. No último andar, seu maior destaque é a coleção de Rodin, considerada a maior fora da França. Entre os mexicanos, se destacam as peças de Gerardo Murillo e Diego Rivera.

Museo de la Memoria - Chile, Santiago
Fale conosco